Dor no ombro: conheça algumas causas e procedimentos para a cura

medico-ombro-cotovelo

Se a dor no ombro tornou-se uma incômoda companheira, está na hora de consultar um médico especialista em Ombro e Cotovelo. No consultório, o profissional fará o exame físico, como teste de força, e também irá solicitar exames de imagem, para diagnosticar com assertividade qual problema acometeu o ombro do paciente.

Diante do exposto, conheça neste artigo as principais doenças e condições que podem afetar o ombro, os possíveis tratamentos e, ainda, como prevenir as temíveis dores para que você não precise visitar o consultório do médico especialista em Ombro e Cotovelo tão cedo. No entanto, antes de abordar tais patologias, que tal conhecer um pouquinho sobre a anatomia do ombro?

Formado por tendões, ligamentos, músculos e ossos, o ombro é considerado a articulação mais complexa do corpo humano, sendo capaz de alcançar grandes amplitudes de movimentos em quase todas as direções. Por conta disso, é instável e propenso a lesões, principalmente quando o indivíduo realiza movimentos extremos ou repetitivos, como elevar o braço acima da cabeça com frequência.

Por isso, para prevenir dores e lesões é crucial ter um cuidado especial com os ombros, principalmente ao praticar exercícios físicos e no exercício de certo tipo de profissão, como cabeleireiro.

Médico ortopedista especialista em Ombro e Cotovelo: Quando consultar?

Se a dor no ombro é frequente e perdura há certo tempo, esse é um dos sintomas para consultar um médico especialista em Ombro e Cotovelo, pois a dor pode ser sintoma de algo mais sério.

Além da dor, outros indícios de lesão ou doença no ombro são: dor ao deitar-se, inchaço, dificuldade para elevar o braço, redução da força de elevação do braço e crepitação (estalos) ao movimentar o ombro. Vermelhidão e calor, embora sejam raros, também podem estar presentes.

Diante desses sintomas, é crucial ressaltar a importância de consultar um médico especialista em Ombro e Cotovelo, pois quanto mais precoce for o diagnóstico, mais cedo o paciente pode iniciar o tratamento e, desse modo, aliviar a dor e evitar a perda de movimento da articulação.

Que exames o médico especialista em Ombro e Cotovelo solicita?

Quando um paciente está sofrendo com dor no ombro, ele sempre pensa quais exames o médico especialista em Ombro e Cotovelo pode solicitar. Se esse é o seu caso, fique tranquilo, pois o diagnóstico geralmente é feito por meio de procedimentos simples, rápidos e indolor, como exames de imagens.

Dentre os exames que o médico ortopedista especialista em Ombro e Cotovelo pode solicitar estão o raio-x, a ressonância magnética e a tomografia computadorizada.

Raio-x: este é um dos exames de imagem mais tradicionais e consiste em gerar uma imagem dos ossos que formam a articulação do ombro.

Tomografia computadorizada: é semelhante ao raio-x, contudo, as imagens são mais sofisticadas e bem detalhadas.

Ressonância Magnética: esse tipo de procedimento não emite radiação e pode ser utilizado para detectar lesões de partes moles (tendões) e até tumores.

Médico ortopedista especialista em Ombro e Cotovelo: que doenças trata?

O médico ortopedista especialista em Ombro e Cotovelo é responsável por diagnosticar e tratar diversas condições médicas, como bursite, capsulite adesiva, tendinite, artrose, lesão do manguito rotador, epicondilite lateral, luxação no ombro, dentre outras.

Além disso, os especialistas em Cirurgia do Ombro podem realizar diversos tipos de cirurgia, dentre elas a artroscopia e também a artroplastia.

Continue lendo este texto e conheça um pouco sobre as condições médicas supracitadas e descubra quais tratamentos o médico ortopedista especialista em Ombro e Cotovelo pode indicar conforme a doença.

Bursite do ombro

Esta doença se caracteriza pela inflamação das bursas e, geralmente, surge como consequência de problemas como artrose ou desequilíbrio muscular. A bursite no ombro pode surgir devido a movimentos repetitivos, envelhecimento, sobrecarga dos ombros, etc.

Dentre os tratamentos que o médico ortopedista especialista em Ombro e Cotovelo pode indicar estão: repouso, anti-inflamatórios, compressas de gelo, fisioterapia e, em último caso, cirurgia para remoção da bursa.

Capsulite adesiva

Conhecida popularmente como “ombro congelado”, a capsulite adesiva é uma doença em que o paciente sente dor aguda e também sofre com a limitação dos movimentos do braço.

Esta enfermidade pode provocar a rigidez da cápsula articular, inflamação, fibrose e espessamento. Lesões nos ombros, diabetes, doenças autoimunes, hipotireoidismo, hipertireoidismo, etc, são algumas das causas da capsulite adesiva.

Como tratamento para essa enfermidade, o médico ortopedista especialista em Ombro e Cotovelo pode recomendar análgicos, anti-inflamatórios, fisioterapia, dentre outros – tudo dependerá da gravidade da doença.

Tendinite

O paciente pode sofrer com tendinite do ombro quando algum tendão inflama. As causas mais comuns que podem desencadear essa doença são movimentos repetitivos e esforços prolongados e contínuos, por exemplo.

Para tratar a tendinite, o médico ortopedista especialista em Ombro e Cotovelo pode recomendar uma série de tratamento, que varia de paciente para paciente, conforme a gravidade da enfermidade.

Dentre os mais comuns estão medicamentos, aplicação de compressas de gelo, fisioterapia, infiltração e, quando os tratamentos conservadores não melhoram a condição do paciente, o médico indica uma intervenção cirúrgica.

Artrose acromioclavicular

A artrose, também conhecida como osteoartrite, é uma patologia degenerativa que provoca o desgaste contínuo da cartilagem que reveste os ossos do ombro.

Quando essa degeneração acontece na articulação acromioclavicular, que une a extremidade da clavícula e o acrômio, outro osso que compõe o ombro, ocorre a artrose acromioclavicular.

Dentre os principais fatores que podem ocasionar essa doença estão o envelhecimento, traumas na clavícula e processo inflamatório que pode ocorrer em decorrência de uma sobrecarga do ombro.

A artrose acromioclavicular não tem cura, mas existem diversos tratamentos que visam melhorar os sintomas, como uso de analgésicos, anti-inflamatórios e também fisioterapia.

Lesões do Manguito Rotador

Uma das principais funções do manguito rotador é dar estabilidade ao ombro. Por isso, quando o paciente uma sofre lesão, dor, fraqueza e limitação funcional do ombro são sintomas comuns. Envelhecimento, traumas, desgaste dos tendões e até mesmo fatores genéticos podem provocar lesões no manguito rotador.

Como tratamento para esse tipo de problema, o médico ortopedista especialista em Ombro e Cotovelo pode recomendar tratamentos conservadores, dentre eles sessões de fisioterapia para corrigir a postura e fortalecer os estabilizadores e rotadores do ombro. A cirurgia geralmente só é indicada quando há uma ruptura total dos tendões do manguito rotador.

Epicondilite lateral

Popularmente conheça como “cotovelo de tenista”, a epicondilite lateral é uma lesão musculoesquelética que provoca dor na região do cotovelo. Essa doença comumente é causada por um conjunto de microlesões e reparações consecutivas que surgem depois de pequenos traumas repetitivo, fatores que podem desencadear a degeneração do tendão.

O tratamento para epicondilite lateral pode abarcar repouso, anti-inflamatórios, analgésico e, ainda, fisioterapia. A cirurgia só é recomendada pelo médico especialista em Ombro e Cotovelo quando a dor é constante e não é amenizada com os tratamentos convencionais.

Luxação do ombro

Esse problema ocorre quando o ombro sai do lugar, ou seja, a cabeça do úmero se separa da glenoide. Quando o paciente sofre uma luxação no ombro, ele não consegue movimentar o braço e sente muita dor.

Para tratar esse tipo de luxação do ombro, a primeira medida tomada pelo médico ortopedista especialista em Ombro e Cotovelo é colocar a articulação no lugar. Anti-inflamatórios também podem ser prescritos para aliviar a dor. Além disso, utilizar algum imobilizador, como tipoia, pode ser recomendado por um período.

Escápula alada

Escápula alada é uma condição médica em que o osso triangular das costas (escápula) fica numa posição incorreta, o que provoca dor e desconforto na região do ombro.

Apesar de ser uma condição rara, esse problema pode ser causado por uma série de fatores, como lesão nos nervos ou enfraquecimento dos músculos que sustentam a escápula, lesões por esforço repetitivo, deslocamento do ombro, perda progressiva da função muscular, pancadas e traumas fortes, infecções, atividades que afetem os nervos presentes no local, como levantamento de peso excessivo ou lesões repetitivas relacionadas ao trabalho.

O tratamento para essa condição envolve sessões de fisioterapia e fármacos. Nos casos mais graves, quando a escápula alada acontece como consequência da compressão de um nervo, o procedimento cirúrgico pode ser indicado para descomprimir o nervo e reposicionar a escápula.

Síndrome do Desfiladeiro Torácico

Essa síndrome ocorre quando determinados nervos ou vasos sanguíneos, localizados entre a clavícula e a primeira costela (desfiladeiro torácico), são comprimidos, o que pode ocasionar dor intensa no braço, ombro ou pescoço, dormência, queimação nas mãos, dificuldade para movimentar o braço e também fraqueza e frieza nos dedos.

Dentre as principais causas dessa síndrome estão: sequelas de trauma, alterações na postura ou nos músculos, lesões repetitivas, defeitos anatômicos, como ter uma costela a mais, etc.

O tratamento para este problema pode envolver anti-inflamatórios, analgésicos, uso de compressas mornas, repouso e fisioterapia. Caso o tratamento conservador não elimine os sintomas, o médico especialista em Ombro e Cotovelo pode indicar uma cirurgia, desse modo é possível aliviar a compressão dos nervos ou vasos sanguíneos.

Cirurgias que médico especialista em Ombro e Cotovelo pode realizar

Artroscopia

Artroscopia é um procedimento cirúrgico minimamente invasivo e, geralmente, é indicada em casos de ruptura dos tendões do manguito rotador, luxação do ombro, tendinite calcária, bursites, artrose, capsulite adesiva, dentre outros – a técnica é aplicada conforme a gravidade do problema.

Através de pequenas incisões na pele (denominadas de portais artroscópios), normalmente com cerca de um centímetro, são introduzidos os equipamentos necessários para a cirurgia, como uma cânula com uma micro câmera e os instrumentos cirúrgicos.

A micro câmera é acoplada a um monitor que permite a visualização das estruturas anatômicas. A imagem vista no monitor pode ser ampliada e, com isso, o médico ortopedista especialista em Ombro e Cotovelo pode ver detalhadamente as estruturas do ombro.

Por ser um procedimento minimamente invasivo, a artroscopia é menos agressiva e menos dolorosa do que a cirurgia aberta. O processo de recuperação também é mais rápido. Há, ainda, menores riscos de complicações pós-operatórias.

Artroplastia do ombro

Artroplastia do ombro é um procedimento que consiste na substituição de alguma parte da articulação através do uso de próteses. O método possui resultados satisfatórios e confiáveis, melhorando a qualidade de vida dos pacientes, principalmente idosos.

Na artroplastia total, a cabeça do úmero e a cavidade glenoide (localizada numa das extremidades da escápula) são substituídas por próteses, criando superfícies deslizantes e indolores. Na artroplastia parcial (hemiartroplastia), apenas o úmero é substituído pela prótese.

Diversas razões podem levar um médico especialista em Ombro e Cotoveloa indicar a artroplastia no ombro, como dor intensa que interfere nas atividades diárias, dor intensa e moderada quando se descansa (atrapalhando o sono), perda de movimento, fraqueza no ombro e a ausência de melhoria com tratamentos conservadores.

A artroplastia do ombro é uma abordagem eficaz para o tratamento de diversas doenças, como osteoartrite, artrite reumatoide, osteonecrose da cabeça do úmero, entre outras.

protese-reversa-ombro
Prótese Reversa

Dicas do médico especialista em Ombro e Cotovelo para prevenir lesões

Conforme mencionado ao longo deste artigo, o ombro é bastante suscetível a lesões. Desse modo, é fundamental que homens e mulheres de todas as idades cuidem bem dessa articulação para prevenir dores e possíveis lesões. Abaixo, confira algumas dicas.

– Fique atento à postura

– Pratique exercícios físicos regularmente sob as orientações de um profissional da Educação Física, fisioterapeuta ou ortopedista especialista em Medicina Esportiva. Exercícios físicos específicos, como a musculação, ajudam a fortalecer a musculatura próxima ao ombro.

– Se mantenha dentro do peso e, caso seja fumante, abandone o cigarro. Também é imprescindível evitar a sobrecarga na região dos ombros e ter uma alimentação balanceada. Essas medidas simples podem servir como fatores de prevenção.

Não se esqueça: o médico ortopedista especialista em Ombro e Cotovelo, assim como outras especialidades médicas, deve ser consultado com frequência, pois isso pode ajudar prevenir dores, lesões e, ainda, controlar certos tipos de doenças que podem atrapalhar o cotidiano.

Além disso, é importante destacar que as dores e as lesões no ombro não acometem somente os praticantes de esportes. Esses problemas podem afetar pessoas que realizam atividades que exigem movimentos repetitivos, como pintura, jardinagem, marcenaria, etc.

Vale ressaltar que o profissional a ser consultado deve ser membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) e também da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Ombro e Cotovelo (SBCOC).

Compartilhar nas redes sociais.

Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter

Explorar mais

Osteoporose e a falha do material de síntese na fratura do úmero proximal

Objetivo: Apresentar as falhas dos diferentes materiais utilizados na síntese da fratura do úmero proximal,…

Aplicativo auxilia no processo de reabilitação cirurgia do ombro

Usage Evaluation ofa Mobile App to Help Understand the Rehabilitation Process of Shoulder Surgery André…

Procura por Ortopedista Especialista em Ombro e Cotovelo?

Dr. Thiago Barbosa Caixeta

ortopedista-ombro-cotovelo-goiania-dr-thiago-caixeta